domingo, 28 de fevereiro de 2010

Fiat - Gabriel Archanjo de Mendonça


Vestir a pele inconsútil da cariátide
e vencer o inseto obscuro
na noite definitiva.

Sorver a verticalidade nua
e transpirar o sol da estátua antiga
que a virtude não concebe.

Retalhar-se em moléculas de gozo
e consumir-se na luz.




4 comentários:

isabel victor disse...

"Retalhar-se em moléculas de gozo
e consumir-se na luz"

:))

Gostei ...

iv

Thiago Leite disse...

Tenho certeza de que ele leu Augusto dos Anjos. O vocabulário não nega. E o desfecho é extremamente inspirado no poeta do hediondo.

Talvez não à toa, um é Anjos e o outro é Archanjo...

Poeta Mauro Rocha disse...

Nossa!!Bem definido. Também gostei.

volcAnico mehoyos disse...

luz acuosa, manto terso, beso solo