quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

O chão é cama - Carlos Drummond de Andrade


(Imagme:desconheço autoria)

O chão é cama para o amor urgente,
amor que não espera ir para a cama.
Sobre tapete ou duro piso, a gente
compõe de corpo e corpo a úmida trama.

E para repousar do amor, vamos à cama.

13 comentários:

caminante disse...

Me gustan muco estos poemas que dicen tanto en tan pocas palabras.
Un beso

Zém disse...

Olá, Ines.

Apesar da demora (ufa! a vida está uma correria), venho agradecer a sua visita ao Clave e também te dar os parabéns por esta delícia de blogue. Voltarei muitas outras vezes para degustá-lo.

Tim-tim.

sam rock disse...

Aínda que no chan o na cama, hai que demorarse no tempo da loita de corpos entregados ao pracer, e deixarse levar a pequena morte do éxtase.

Unha aperta

Poeta Mauro Rocha disse...

Belo poema.

Quero desejar-lhe um Feliz Natal para você e toda sua familia e que tenhamos muito amor e paz nos das que se seguem,estou antecipando pois vou viajar e não haverá internet onde vou,rssrsrr, mas independente diso, gostaria de dizer que estarei ligado a todos na esperança de um Brasil e mundo melhor e no desejo que sejamos muito felizes. Um abraço!!

Francisco Sobreira disse...

Inês,
O Poeta tem toda a razão: o chão serve de cama para o amor. E o interessante nesse poema é que o último verso contém um certo toque de humor. Grande Drummond. Um abraço.

Diario da Fafi disse...

Passando pra desejar um ano novo cheio de poesia!

carinhos

Poeta Mauro Rocha disse...

Ola!!

"Façamos da interrupção um caminho novo.
Da queda um passo de dança,
do medo uma escada,
do sonho uma ponte, da procura um encontro!"

Fernando Sabino

DESEJO A VOCÊ E A TODOS AO SEU REDOR UM 2010 MARAVILHOSO!!

Ines Motta disse...

Obrigada aos que deixaram comentários tão gentis neste sítio.
Um feliz 2010 a todos!

sam rock disse...

Feliz ano 2010. Inés que as boas meigas che sigan inspirando en sabidoría, intelixencia e sensibilidade.

Unha forte aperta. Beijos e abraços.

Ines Motta disse...

Gracias, Sam!
Feliz 2010 para ti también!
Besos!

isabel victor disse...

Eterno como os di(amantes)

...


Drumond é Drumond, sempre



saudações, VELVET






iv

JAIRCLOPES disse...

Sempre que aqui venho minha alma se eleva. Parabéns pelo texto e um belo ano 2010 para você.

Ceres disse...

Fantástica.

Lembrei que tenho que ler Drummond.